Europa

Viajar para Suécia

Pinterest LinkedIn Tumblr

Parece que alguém resolveu criar cidadezinhas de contos de fadas, com casas de bonecas em tamanho real e ruas limpas e bem construídas. Essa é a sensação que a Suécia dá.

A terra que lançou ABBA e Roxette também inspirou a criar marcas robustas como Volvo e Ikea e um sistema político monárquico constitucional que é considerado dos mais solidamente democráticos do mundo.

A economia desenvolvida e seu sistema de previdência social eficaz fazem da Suécia um ótimo lugar para morar – mesmo que seja localizado bem ao norte da Europa e, por isso, role um friozinho por lá!

Quem está de passagem se encanta com o sistema de transporte eficiente e a educação sofisticada desta nação loira de olhos azuis. O maior dos países nórdicos é banhado pelo Mar Báltico e pelo Golfo de Bótnia, e faz fronteira com a Noruega, a Finlândia e a Dinamarca. Está dividida em três regiões: Norrland, a região do norte que é a menos povoada; Svealand, a parte central do país, onde se situa a capital, Estocolmo; e Götaland, ao sul, onde está localizada Gotemburgo, uma das metrópoles mais visitadas.

Esportes da Suécia

Os torneios de hóquei e as estações de esqui abrem entre novembro e abril. Se é isso que procura, esta é a melhor época do ano para visitar. É em Åre, em Norrland, que estão os maiores centros dos esportes de inverno da Suécia.

Um dos resorts mais famosos é o Skistar, onde, além de poder esquiar, eles oferecem aulas da modalidade. Já no sul, essa é também a temporada para se hospedar no hotel de gelo Ice Hotel, em Malmö, pequena cidade que faz fronteira com a Dinamarca, separada apenas pelo estreito de Öre. Lá vive também o povo nativo das regiões árticas, os Sami.

Sol da meia noite

Durante o verão, de junho a setembro, os dias são bastante longos, chegando a ocorrer o fenômeno do “sol da meia noite” no norte do país, e temporadas de apenas três horas de escuridão por dia. Nessa época, os suecos saem em massa para curtir os parques verdes, as praias e acampar.

Pontos turísticos da Suécia

Estocolmo é o centro cultural , político, financeiro e administrativo da Suécia. Está localizada sobre 14 ilhas na região centro-sul do país, daí ser conhecida como a Veneza do Norte. A cidade transpira charme com sua arquitetura medieval e vanguardista bem conservada, e está recheada de atrações culturais. Grande parte de seus museus não cobra entrada.

É possível sentir-se num conto de fadas visitando o Palácio Real, a residência dos monarcas do país, que celebram mais de 200 anos da dinastia Bernadotte, a mais antiga reinante na Europa sem interrupção. A catedral Storkyrkan, localizada na parte velha da cidade, tem até uma pequena réplica de um barco viking, para nos fazer voltar na história. Mas é possível ver um verdadeiro navio do século 17 no museu Vasamuseet, e já que falamos em museus, saiba mais sobre a criação do prêmio mais disputado do mundo no Museu do Prêmio Nobel.

Explore a natureza nórdica conhecendo o arquipélago de Estocolmo, que se estende desde as costas da capital até 60 quilômetros em mar aberto.

Mas se é mesmo paisagens naturais que procura, a montanha Kebnekaise é a maior da Suécia, com os seus 2.106 metros de altura. Localiza-se bem ao norte do país, e pode ser apreciada na trilha do Parque Nacional Abisko, um refúgio perfeito, com seus prados, corredeiras, e o lago alpino Torneträsk.

Cidade mais famosas da Suécia

Gotemburgo é a segunda maior cidade sueca e tem uma vida cultural pulsante. É uma região portuária cuja urbe é desenhada em torno do rio Gota Alv, dos canais e docas, que são paisagem dos ótimos restaurantes e bares. A cidade que é sede da marca Volvo tem uma população jovem, graças à grande Universidade de Gotemburgo.

Entretenimento não falta: entregue-se à vida noturna, à animação do parque temático Liseberg ou aos museus Universum, dedicado às ciências, e ao Stadsmuseum, que possui um barco viking original.

Gotland é a maior ilha da Suécia e do Mar Báltico. Sua capital é a antiga e histórica cidade de Visby, que foi tombada Patrimônio Mundial pela Unesco. O cartão postal da cidade são as Muralhas Ringmuren, que significa “muro em anel”. A antiga construção tem 3,4 quilômetros de extensão.

Culinária sueca

Os suecos adoram comer! Por isso, cada prato típico do país tem o seu dia de comemoração. No dia 4 de outubro celebra-se o dia do pão de canela amanteigado, conhecido com Kanelbulle, uma delícia que pode ser encontrada em todas as padarias do país. Já 25 de março é o dia do waffle.

Agosto e setembro é a época do lagostim, uma espécie de lagosta pequena que faz a cabeça dos suecos. Não vá embora sem provar as tradicionais almôndegas, que são parecidas com as que comemos por aqui, mas fazem parte do orgulho sueco. São servidas com purê de batata, molho de creme de leite e geléia de lingonberry, uma espécie de amora.

Transporte

Para circular no país, os trens são de ótima qualidade. Em Estocolmo existe o Stockholm Card, um cartão único que o turista pode usar nos trens, ônibus, balsas e bondes, além de oferecer acesso gratuito a mais de 80 museus e atrações.

Não há voos diretos entre o Brasil e a Suécia, mas os aeroportos de Estocolmo e Gotemburgo recebem voos de quase toda a Europa. As empresas Air France, KLM e TAP, possuem escalas em Paris, Amsterdã e Lisboa.

Você precisa saber antes de viajar para Suécia…

População: 9,5 milhões de habitantes
Capital: Estocolmo
Moeda: coroa sueca (SEK)
Idioma: sueco
Fuso horário: +5h em relação a Brasília
Clima: varia bastante do norte (sub-ártico) ao sul (oceânico), sendo que o centro tem clima continental úmido. Em Estocolmo, os verões são agradáveis, com temperaturas que variam de 15 °C à noite até 23 °C durante o dia, e invernos rigorosos, cujos ponteiros do termômetro sempre rondam os zero graus
Visto para turismo: não é necessário no caso de permanência de até 90 dias, mas vigora o Tratado Schengen
Emergência: 112 para todas as emergências (polícia, bombeiros e ambulância). Embaixada do Brasil em Estocomo: Odengatan 3SE-114 24
Feriados e festas importantes: Ano Novo (1 de janeiro), Dia de Reis (6 de janeiro), Dia do Trabalhador (1 de maio), Dia Nacional (6 de junho), Solstício de Verão (21 de junho ou 22 de junho), Dia de todos os Santos (1 de novembro) e feriados cristãos

Escreva um comentário